Prezado (a) Participante,


Em reunião realizada nos dias 18 e 19 de setembro, o COPOM – Comitê de Política Monetária, definiu pela manutenção da taxa básica de juros (SELIC) em 6,5% ao ano. Considerando uma inflação de 4% ao ano, de forma simples podemos dizer que a taxa real da economia brasileira é de 2,5% ao ano, uma das menores taxas da nossa história. Como parâmetro, em alguns meses de 2017, a taxa de juros real acumulada em 12 meses no país chegou a ficar acima de 9% ao ano.
O gráfico a seguir mostra a evolução ao longo de 2018 da taxa Selic Meta divulgada pelo Banco Central em cada reunião e a taxa de juros reais dos últimos 12 meses (retorno da Selic em 12 meses menos inflação acumulada pelo IPCA do período).

(*) Selic Acumulada em 12 meses - IPCA dos últimos 12 meses

Fonte: IPEA Data (www.ipeadata.gov.br)


Neste cenário, vivenciamos retornos absolutos menores. Em investimentos de menores riscos, não há oscilação significativa do retorno ao longo do ano, como por exemplo, o nosso perfil Super Conservador, que rendeu 4,86% neste ano (até 28/09/2018), o que corresponde a 101,07% do CDI. Mesmo sendo um retorno menor, é um perfil que não sofre com as turbulências do mercado financeiro (o perfil Super Conservador não teve nenhum dia de retorno negativo).
Por outro lado, aqueles investimentos com exposições em maiores riscos estão sendo fortemente impactos pela turbulência vivida no mercado financeiro neste ano de incertezas. O nosso perfil Agressivo rendeu 1,55% (até 28/09/2018), mas chegou a obter uma rentabilidade de 4,57% no ano até o dia 10/05/2018).


Assim, temos que estar conscientes de que os altos retornos obtidos nos anos passados nos investimentos no mercado financeiro (não só em previdência) com baixo risco, não devem se repetir no curto e médio prazo (há uma grande possibilidade de não voltarem a ocorrer no Brasil). Por outro lado, os investimentos em perfis com maiores riscos estão sujeitos a fortes oscilações e sofrem muito impacto dos acontecimentos econômicos e políticos dentro do Brasil e, também, no exterior.
Portanto, torna-se cada vez mais importante avaliar qual perfil de investimento da Visão Prev te deixa confortável em relação aos seus planos pessoais de utilização desta reserva, seja sobre o aspecto de retorno ou sobre o aspecto de turbulência suportada.


Outro importante ponto que devemos lembrar, é que desde 2016 os participantes podem realizar a alteração do perfil de investimentos em um mês diferente dos meses de junho e dezembro. Esta alteração pode ocorrer apenas uma vez por ano. O objetivo da criação desta nova possibilidade de migração não foi incentivar o participante a migrar, mas sim, criar flexibilidade caso a decisão dele seja de uma mudança fora dos meses de junho e dezembro.


Consulte e acompanhe os materiais de investimentos, divulgados pela Visão Prev no site (www.visaoprev.com.br):


• Lâmina dos perfis de investimentos (atualizadas mensalmente no site)
• Boletim mensal de investimentos (enviado por e-mail)
• Rentabilidade diária divulgada no site


Em caso de dúvidas marque, em nosso site, um atendimento presencial ou um atendimento telefônico com um dos nossos especialistas.

Atenciosamente,

Visão Prev.